O que é imposto de renda retido na fonte?

O Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF 2017) nada mais é do que um imposto obrigatório que a pessoa jurídica necessita reter o qual corresponde a todo e qualquer favorecido que recebe salário.

O imposto também engloba receitas de trabalho não assalariado, as receitas de aluguéis e royalties e as receitas pagas por serviços realizados entre pessoas jurídicas.

Existe algum meio que posso calcular meu Imposto de renda retido na fonte?

Sim existe! Uma tabela no site da Receita Federal onde se consegue calcular o imposto de forma simples, dinâmica e super eficiente. A pesquisa é extremamente fácil, já que estão disponíveis as tabelas referentes ao calendário do ano que deverá ser declarado.

O que acontece caso a pessoa jurídica não recolha o imposto?

Se a pessoa jurídica não realizar o devido recolhimento dentro do prazo estabelecido ela pagará juros e multa. Pois segundo a lei é crime tributário a retenção do imposto de renda na fonte sem que ocorra o recolhimento para os cofres públicos.

Quais são as características do sistema de retenção do imposto de renda?

O sistema de retenção do Imposto de Renda na Fonte possui as características citadas abaixo:

Primeiro a atribuição a fonte pagadora do rendimento ou encargo de determinar a incidência;

Segundo esta mesma fonte pagadora é quem calcula o imposto devido pelo beneficiário do rendimento;

Terceiro a dedução do Imposto do rendimento a ser pago;

Quarto é o recolhimento por meio de documento específico e;

Quinto são os regimes de retenção exclusiva na fonte ou a antecipação do devido no ajuste anual.

Qual o dever do contabilista perante a empresa?

O contabilista deve alertar os responsáveis pelos pagamentos da empresa que se atente à legislação, tendo em vista o cumprimento do dever de reter o imposto, nos casos legalmente devidos.

Será entendido que se a fonte pagadora não retiver o valor do IRF e não o recolher, não está qualificado o crime de apropriação indébita, encontrando o sujeito passivo apenas sujeito à punição administrativa, que são multa e juros sobre o valor não retido.

Qual a base de cálculo?

A base de cálculo vem a ser o valor real, ajuizado ou previsto, da renda ou dos rendimentos tributáveis, quer para uma pessoa física ou pessoa jurídica. Para as pessoas jurídicas, a base de cálculo é o lucro, onde este é calculado pela receita retirando as despesas. Contudo, apenas as empresas de grande porte realizam esta declaração.

Como funciona para empresas menores?

As empresas de pequeno porte verificam o imposto pelo rendimento de lucro previsto, que é um percentual aplicado sobre o total da receita e que altera juntamente com o ramo de atividade da empresa.

Existe prazo para a declaração do imposto?

Sim, temos um prazo anual para esta declaração que pode ser acompanhado pelo site da Receita Federal. É aconselhado que as pessoas permitam que profissionais qualificados verifiquem os dados e informem os mesmos que são necessários, para que seja evitado multas indesejadas e dados incorretos, fique sempre atendo no site tabeladoirrf que eles sempre mantém atualizados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *